sexta-feira, 1 de maio de 2015

Mutirão atenderá pacientes em fila de espera na Fundação Altino Ventura

Mutirão atenderá pacientes em fila de espera na Fundação Altino Ventura

Ação acontecerá neste sábado e envolverá 15 oftalmologistas e outros 50 profissionais

Projeto ocorrerá todo mês em unidades da FAV
A Fundação Altino Ventura (FAV) promoverá, todo mês, um mutirão para atender cerca de 500 pessoas em um único dia. O objetivo é agilizar o atendimento e diminuir a fila de espera por consultas e exames. Uma das ações ocorrerá neste sábado (25), a partir das 6h, entre os pacientes já atendidos pela FAV.
Ao todo, 15 oftalmologistas e outros 50 profissionais estarão envolvidos no projeto, que ocupará sete consultórios da unidade 1, cinco da unidade 2 e mais três do Polo de Retina, localizado na Rua da Soledade, na Boa Vista. Serão priorizados os casos com maior demanda na instituição, como os de refração, pterígio e glaucoma, além de ambulatório geral.

Mulher é estuprada e morta em Caruaru

Mulher é estuprada e morta em Caruaru

Crime foi cometido a pauladas. Vítima não foi identificada no local do assassinato



Uma mulher foi assassinada a pauladas, na madrugada desta quarta-feira (29), em Caruaru, no Agreste do Estado. O corpo da vítima foi encontrado por moradores do bairro Boa Vista II por volta das 6h. Na genitália da vítima, foi encontrado sêmen, o que indica que também ocorreu o crime de estupro. A mulher estava sem short e sem calcinha.
A perícia feita pelo Instituto de Criminalística (IC) no corpo constatou uma perfuração nas costas e lesões provocadas por pedras e paus. A vítima não foi identificada no local. O cadáver foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) do município. Ainda não há pistas do autor do crime.

Em assembleia, professores da rede estadual de ensino decidem manter greve

Manifestantes passaram por várias vias, como a Conde da Boa Vista, até chegarem à avenida Guararapes
Em assembleia realizada na tarde desta quinta (30), os professores da rede estadual de ensino decidiram manter a greve deflagrada no último dia 10. Conforme a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), não houve nenhum fato novo, relativo a negociações com o Governo do Estado, para que a paralisação fosse encerrada. A reunião ocorreu em frente ao prédio da Assembleia Legislativa (Alepe), no bairro da Boa Vista, na área central da Cidade.

Por conta da presença da categoria e de estudantes, que expuseram cartazes em apoio aos docentes, a rua da Aurora ficou interditada. Em seguida, o grupo partiu em passeata, passando pela rua do Hospício e pela avenida Conde da Boa Vista. Antes, o grupo se uniu aos professores da rede municipal de ensino do Recife em frente à sede da Câmara dos Vereadores, no mesmo bairro.
O ato fez parte das atividades do Dia de Paralisação em Defesa da Educação Pública e ao Dia do Trabalho, que tem manifestações em todo o País. A caminhada foi acompanhada por policiais militares e por agentes da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU). Às 17h, os participantes chegaram à avenida Guararapes, onde encerraram a passeata.
Os docentes são contra o reajuste salarial de 13,01% apenas para os professores com nível médio, o que corresponde a 10% da classe. A matéria foi enviada pelo Executivo e aprovada pela Alepe no último dia 31. A categoria cobra o cumprimento da Lei do Piso Salarial (11.738/2008), que garante o aumento a todos os professores. Nesta sexta (1º), às 15h, os grevistas terão uma nova reunião com a Secretaria de Administração (SAD). Já na segunda-feira (4), haverá uma nova assembleia da classe.