segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Quatro morrem carbonizados após acidente entre ambulância e carro de passeio


Um grave acidente envolvendo uma ambulância e um carro de passeio culminou com a morte de quatro pessoas, no início da manhã deste domingo (16), na PE-90, na Zona Rural de Vertentes, Agreste de Pernambuco. Os veículos colidiram de frente e logo em seguida pegaram fogo. Todos morreram carbonizados.
Na saveiro, de placa NXW-6590, estavam a motorista, Juciane Moreira e o carona Diógenes José, que eram amigos de infância. Eles tinham saído de uma festa em Vertentes e seguiam em direção à Toritama, quando em uma curva, a condutora perdeu o controle do carro, invadiu a pista contrária e atingiu a ambulância, onde estavam o motorista Gustavo José e a técnica de enfermagem Rosimere Domingos. Eles voltavam de Caruaru, após deixarem um paciente no Hospital Regional do Agreste.
O Corpo de Bombeiros (CB) chegou ao local e tentou apagar as chamas, mas não teve tempo suficiente para salvar as vítimas do fogo. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal, em Santo Amaro, área Central do Recife, onde passarão por perícia e exames de DNA, para que possam ser identificadas. 

Professora e filho de dez anos são assassinados a facadas em Olinda


Uma professora de 48 anos e o filho dela de dez anos foram assassinados com golpes de faca de serra na madrugada desta segunda-feira (17), no apartamento em que moravam, no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda. De acordo com a polícia, o suspeito de matar Sandra Lúcia Fernandes e Icauã Rodrigues é o namorado da professora, Marcos Aurélio Barbosa da Silva, de 23 anos. Eles namoravam há quatro meses. O homem, que estava com um ferimento na mão, foi preso e alegou que o motivo do crime foi ciúme.
Testemunhas informaram que Sandra e Marcos teriam passado o domingo (16) no bloco "As Virgens Abraça Brasil" e que o filho dela teria ficado com uma vizinha. Ainda de acordo com testemunhas, o casal chegou no prédio brigando e o suspeito estava com sinais de embriaguez. Antes do crime, faltava energia no local e a criança gritava e pedia ao suspeito para não matar mãe dele. Pouco depois do crime, Marcos desceu e pediu que os vizinhos fossem no apartamento porque achava que Icauã teria quebrado o pé. Em seguida, o criminoso saiu andando pelas ruas.
Quando os vizinhos subiram, encontraram Sandra e Icauã mortos. A polícia foi acionada e conseguiu prender o suspeito. Peritos do Instituto de Criminalística (IC) informaram que foram encontradas marcas de oito facadas em cada corpo. O suspeito foi encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Imbiribeira, onde foi autuado em flagrante. Em seguida, ele foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. A faca utilizada no crime foi encontrada em um esgoto.
Vizinhos informaram que Sandra tinha outro filho de 23 anos que, no dia do crime, tinha ido dormir na casa da namorada. O corpo da professora e do filho foram levados ao Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro. Na manhã desta segunda, o pai da criança, o carteiro André Rodrigues, de 43 anos, esteve no IML e disse que não conhecia o suspeito. "Nunca o vi. Ele é um escroto por ter feito isso com meu filho", revelou. O sepultamento acontecerá, às 16h, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista.
Sandra era professora há 20 anos e atuava na rede municipal de Igarassu e Recife. Ela também era diretora de assuntos jurídicos do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere) e Secretária da Mulher do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU).