domingo, 14 de agosto de 2011

Feliz Dia dos Pais

Pai, palavra pequena, mas de um valor inquestionável,
meu grande herói, homem de muita garra, não comparada
a qualquer guerreiro, mas sim a um pai vencedor.

Pai, você é parte do grande mistério que envolve a vida,
você da vida a um novo ser, auxiliando a Deus no Seu
grande propósito.

É muito difícil falar de você. Talvez, tudo o que eu disser,
seja pouco, diante do muito que você merece ouvir.

Como é linda a palavra- Papai-
Todas as letras deste nome, representam um pouco
da sua grandiosidade.

Paizão, amparo, proteção incomparável.
Meus pensamentos lhe buscam a todo instante,
pedindo sempre a orientação guardada na memória
que você transmite com sua grande sabedoria,
desde que me ensinou os primeiros passos, no caminhar
para uma vida honesta.

Neste dia, reservado especialmente á você,
quero pedir a Deus que proteja seus passos,
lhe cobrindo de inúmeras bençãos, ascendendo
cada vez mais a chama do amor existente
no seu coração de pai.

Parabéns pelo seu dia, meu grande herói
Te amo, pai.

Biblioteca do SESI em Limoeiro contribui para uma educação de qualidade


Com a chegada da Biblioteca do SESI em Limoeiro, os estudantes estão tendo a oportunidade de frequentar um ambiente totalmente equipado, com um material rico e diversificado. A midiateca coleciona em seu acervo, títulos na área do Telecurso 2000, Pedagogia, Informática, todas as disciplinas do currículo escolar, além dos serviços do SEBRAE.
O público alvo é bastante variado, atendendo desde crianças do Ensino Fundamental até os universitários, que podem usar o espaço com reservas agendadas, para melhor desempenho das atividades. Além dos livros, 350 estudantes, em média, frequentam a biblioteca por semana, tendo acesso a computadores, material pedagógico, entre outros.
Para o discente Marcelo Souza da Silva, 19 anos, residente em Duas Pedras, Zona Rural de Limoeiro, “a Biblioteca do SESI é a ponte que leva a classe menos favorecida do interior a ter mais conhecimento e mais chances de competir no mercado de trabalho de igual para igual”. O vestibulando Caio César da Silva Guedes, de 18 anos, residente na Rua Coronel Manoel de Aquino, é outro que busca conhecimento no espaço. “A biblioteca além de ser informatizada é muito atualizada sobre as informações do cotidiano. É um espaço muito confortável para os alunos que a frequentam, a exemplo de mim, que irei prestar vestibular pela primeira vez esse ano”, revelou Guedes.
Cursos – O SESI disponibiliza em parceria com instituições renomadas como o SEBRAE, atividades para as bibliotecas espalhadas por todo o Estado. Em Limoeiro, no dia 23 de agosto, das 09h às 11h, será realizado um curso que pretende atingir o público que está interessado em abrir seu próprio negócio. O Curso de Empreendedorismo será ministrado pela coordenadora do SEBRAE/PE, Cristina Rabelo, e as inscrições serão realizadas no próprio local (Biblioteca do SESI). Mais atenção: serão vagas limitadas!
Serviço:
Biblioteca do SESI – Limoeiro/PE
Das 08h às 12h / Das 13h às 17h / Das 18h às 22h





Texto e Imagens Cláudio Melo / Departamento de Imprensa

Limoeiro contemplado com Festival Pernambuco Nação Cultural. Confira a programação

O mês de agosto em Pernambuco está sendo dedicado as manifestações culturais com a realização do Festival Pernambuco Nação Cultural, onde o interior do Estado mostra sua força cultural através da música, artesanato, cinema, artes cênicas, artes visuais e muito mais.
A Princesa do Capibaribe é uma das cidades que se destaca no cenário cultural de PE, apoiando sempre as novas iniciativas em relação à criação de novos projetos como esse em tela. Dentro de uma programação bastante diversificada, os limoeirenses serão contemplado nos próximos dias com cinema e dança. Confira a programação:
Dia 12/agosto, às 19h, no Centro Cultural Ministro Marcos Vinicius Vilaça, Projeto O Cinema na Estrada (com exibição de várias curtas metragens);

Dia 12/agosto, às 21h, no Galpão das Artes será apresentado o espetáculo de dança Preto no Branco;

Dia 13/agosto, às 15h, Cortejo Carnavalesco saindo do pátio da Igreja do Alto de São Sebastião, com Boi Cara Branca e Boi Pavão de Limoeiro; Entre outras atrações de Feira Nova.
Cláudio Melo / Departamento de Imprensa/PML

Disque-Denúncia no RJ já recebeu 53 informações sobre morte de juíza

O Disque-Denúncia já recebeu, até as 18h10 deste sábado (13), 53 informações sobre o assassinato da juíza Patricia Acioli, na madrugada de sexta-feira (12), em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo a central, a maioria das informações é sobre possíveis autores do crime.
O serviço funciona 24 horas por dia e o anonimato é garantido. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (21) 2253-1177.
A juíza Patricia Acioli foi assassinada na porta de casa, em Niterói, na Região Metropolitana. Segundo o delegado titular da Divisão de Homicidio, Felipe Ettore, ela foi atingida por 21 tiros: "A juíza sofreu uma emboscada, foi alvejada por 21 disparos e agora estamos investigando o autor e o mandante da execução", disse ele.

Pela manhã, a chefe de Polícia Civil do Rio, delegada Martha Rocha, esteve por cerca de três horas na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, reunida com investigadores para acompanhar as novidades sobre o caso. No entanto, ao deixar a DH, a delegada afirmou que este é um momento de silêncio e objetividade nas investigações
"A nossa presença hoje foi para continuar conversando com o Dr. Felipe (Ettore), que investiga o caso, e só dizer que esse é o momento de trabalhar, de silêncio para analisar todas as informações e trata-las com coerência, com cuidado. Por isso o silêncio é importante", afirmou.
O delegado Felipe Ettore também preferiu não dar detalhes sobre a linha de investigação da polícia. O presidente da Associação de Magistrados do Brasil, desembargador Nelson Calandra, também esteve na DH. Em breves palavras, ele criticou o sistema penal brasileiro.
"A juíza Patrícia Acioli é uma vítima da covardia de organizações criminosas e de um sistema processual penal onde sua excelência é o réu e não o juiz, onde as pessoas cometem um crime de morte e saem pela porta da frente, junto com a família da vítima”, disse o desembargador.
E completou: "Não há um sistema de segurança para toda a magistratura brasileira que deve ser traçado pelo Ministério do Trabalho. O ministério tem obrigação de nos dar apoio logístico necessário. O que fazemos em tribunais de todo o Brasil é tirar o policial combatente na rua e colocar no nosso corpo de segurança. Uma coisa é combater a criminalidade na rua, outra coisa é garantir a segurança de juízes. A dor da associação é profunda, mas nossa indignação é maior. Vamos tomar providências seriíssimas", disse Calandra.

Pelo menos 18 pessoas já foram ouvidas sobre o crime. Entre as testemunhas, o namorado da juíza, o Policial Militar Marcelo Poubel, que falou durante mais de 6h na DH.

Morta com 21 tiros
Patricia assassinada na madrugada de sexta-feira (12), na porta de casa, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Ela foi atingida por 21 tiros, segundo o delegado titular da Divisão de Homicídio, Felipe Ettore.

Enterro da juíza Patrícia Acioli (Foto: Wilton Júnior/Agência Estado)
Enterro em Niterói reuniu centenas de pessoas
(Foto: Wilton Júnior/Agência Estado)

"A juíza sofreu uma emboscada, foi alvejada por 21 disparos e agora estamos investigando o autor e o mandante da execução", disse. Segundo Ettore, 60% do efetivo da DH trabalha na investigação. Segundo investigadores, os dois calibres das armas usadas no crime (.40 e .45) são de uso restrito da polícia. O corpo de Patrícia foi enterrado na tarde de sexta-feira.
Marcada para morrer
O nome de Patrícia estava em uma lista de doze pessoas marcadas pra morrer, segundo investigadores. O documento foi encontrado com Wanderson da Silva Tavares, o Gordinho, acusado de ser chefe de uma milícia em São Gonçalo, preso em janeiro deste ano em Guarapari, no Espírito Santo.
De acordo com fontes da polícia, nos últimos dez anos a juíza foi responsável pela prisão de cerca de 60 policiais ligados a milícias e a grupos de extermínio.
Em setembro do ano passado, seis suspeitos, ente eles quatro policiais militares, foram presos. Segundo as investigações, todos faziam parte de um grupo envolvido no assassinato de 11 pessoas em São Gonçalo. A juíza Patricia Acioli foi quem expediu os mandados de prisão.
Ela trabalhava na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo e tem um histórico de condenações contra criminosos que atuam na cidade, como quadrilhas que agem na adulteração de combustíveis e no transporte alternativo, entre outros crimes.
Escolta
Segundo o presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, Patrícia nunca pediu escolta, mas, por iniciativa do Tribunal, teve proteção intensa de 2002 a 2007, com três policiais fazendo a sua segurança 24 horas por dia.
Em 2007, o Departamento de Segurança Institucional do TJ avaliou o caso e verificou que não havia mais necessidade de segurança intensa. O TJ colocou, então, à disposição da juíza um policial para fazer sua segurança.
Mas, segundo ele, a juíza dispensou a proteção. O presidente disse ainda que é muito comum os juízes pediram para serem liberados da segurança porque ela interfere na liberdade dos magistrados.
O presidente disse ainda que, tão logo os assassinos sejam identificados, serão enviados para presídios federais fora do estado do Rio. Rebêlo informou também que está criando uma comissão de três juízes para assumir a 4ª Vara Criminal de São Gonçalo. O grupo dará andamento aos processos contra as milícias e máfias de transporte ilegal.

Mapa crime juíza Niterói (Foto: Arte/G1)Rebêlo explicou que a iniciativa de reduzir ou retirar a escolta de um juiz "não é feita em cima da perna". Segundo ele, é resultado de um estudo minucioso, com base numa série de diligências e informações.
AMB e OAB
O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros falou sobre a escolta da juíza. "Esta juíza, ela foi ameçada, andou com escolta e depois que casou com um PM dispensou a escolta. Ela é mulher, tem 3 filhos, andar com agentes é uma situação que pode ter causado incômodo", explicou.
O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, afirmou que o crime "foi uma barbaridade contra um ser humano e, sobretudo, contra a Justiça brasileira e o Estado de Direito". Ele exigiu rigorosa apuração do crime e punição dos culpados.
'Crime encomendado', diz primo da vítima
Patrícia Acioli era considerada uma profissional 'linha dura'. Para o primo da vítima, Humberto Nascimento, não há dúvidas que se trata de uma execução. 
"A Patrícia recebia ameaça. Há pelo menos 5 anos ela vinha sendo ameaçada. Ela era considerada uma juíza linha dura, martelo pesado que chama, com condenação sempre na pena máxima. Ela estava assim tão despreocupada que o carro dela não é blindado, (a casa) também não tem portão eletrônico, quer dizer ela iria sair do carro de qualquer maneira para abrir. Então já era uma coisa encomendada, foi coisa de profissional", disse o primo da vítima, Humberto Nascimento, à Globonews.

Recife 'chora' na despedida do Nordeste do Monange Dream Fashion Tour

Nem a chuva que caiu o dia inteiro no Recife foi capaz de espantar o público, que lotou o Chevrolet Hall para prestigiar a etapa pernambucana do Monange Dream Fashion Tour neste sábado, 13, no Chevrolet Hall.

Alexandre Gondim/EGOPassava um pouco da meia noite, quando o ator Ricardo Pereira, mestre de cerimônias da noite, apresentou o evento e abriu o desfile das principais tops do país.


“É um prazer enorme estar aqui nesse evento que reúne moda, beleza e música. Esta noite, as mulheres mais lindas do Brasil e o RPM estão aqui só pra vocês”, destacou o ator que, para delírio do público, ainda distribuiu algumas camisas do MDFT.

Dream Models
A primeira a pisar na passarela foi Ana Beatriz Barros, seguida por uma seleção de tops como as Dream Models Isabeli Fontana, Izabel Goulart e Renata Kuerten, e outras como Ana Claudia Michels,  Fernanda MottaRaica e Emanuela de Paula. Embaladas pelo som das músicas do grupo RPM, as modelos encantaram o público pernambucano com muita beleza, descontração e simpatia.

Antes do desfile, as tops falaram sobre a alegria de participar do Monange DFT. “É muito gratificante poder ver a alegria dos nossos fãs durante o desfile”, destacou Fernanda Motta. "É muito bacana, porque a gente acaba tendo a oportunidade de estar em vários estados. Acabamos conhecendo muitas pessoas e lugares novos", comentou Raica de Oliveira.

Para a top Renata Kuerten, que participou de todas edições do Monange Dream Fashion Tour, a alegria é sempre renovada. “Eu participo de todas as edições e faço questão de participar sempre. É muito legal, porque as pessoas têm contato com a gente e podem ver que somos como todo mundo, gostamos de música, de brincar e dançar”, disse Renata.

Jogando em casa
A pernambucana Emanuela de Paula, que contou com a presença da família na platéia, não escondeu a alegria de desfilar na sua terra natal. "É muito bom poder trabalhar na minha terra e ver o reconhecimento do público no local onde nasci", festejou.

Já Isabeli Fontana, vai aproveitar a passagem pelo estado para curtir o litoral pernambucano ao lado da mãe e do namorado Rohan Marley, filho de Bob Marley. "Hoje não pudemos curtir nada, mas amanhã passaremos o dia juntos em Porto de Galinhas”, disse ela, que estava sozinha no backstage, pois o namorado, cansado, preferiu ficar no hotel.

Depois de quase duas horas de desfile, as tops encerraram a etapa Recife do MDFT sob o aplauso do público, que cantou e dançou o tempo todo, marcando o sucesso de mais uma etapa do evento. Agora, a próxima parada é Vitória, no dia 20, e em seguida, o evento segue  para São Paulo, para encerrar aedição 2011 do evento. Noite que também terá transmissão ao vivo aqui no EGO. 

Mais informações sobre o evento no site oficial: http://monangedreamfashiontour.globo.com/