sábado, 11 de junho de 2011

É hoje!!! É hoje!! É hoje!!!


Vai bombar
Vai bombar
Vai bombar

NÃO PERCAM
NÃO PERCAM
NÃO PERCAM

Menina morre por meningite na Zona Norte do Recife

Mais um óbito provocado por meningite menigocócica foi registrado em Pernambuco. Na última quarta-feira (1º), uma menina de 11 anos, aluna da Escola Embaixador Gilberto Amado, no bairro do Hipódromo, Zona Norte do Recife, morreu em decorrência da doença. De acordo com a Secretaria de Saúde do Recife, este foi o 5º óbito notificado este ano na capital.
Em todo o Estado, foram registrados óbitos também nos municípios de Moreno, Glória do Goitá, Escada, Joaquim Nabuco e Jataúba, totalizando 10 mortes. Trinta e três casos da doença foram confirmados em Pernambuco de janeiro até hoje (10).

Na mesma escola do Hipódromo, outra estudante contraiu a forma viral da doença e chegou a ser internada. Ela passa bem. Apesar do fato ter deixado pais e professores em alerta, a Secretaria de Saúde destaca que os dois casos não tem relação entre si, pois configuram patologias diferentes.
Semana passada, uma escola no município de Moreno suspendeu as aulas por dois dias depois que uma aluna morreu por meningite e outra ficou internada. Os alunos da mesma classe da estudante chegaram a tomar um antibiótico por orientação da Vigilância Sanitária da cidade. Pais e professores ficaram preocupados com a proliferação da doença.
DOENÇA - A meningite é uma doença que provoca a inflamação das meninges, membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal. Ela pode ser provocada por vírus ou bactéria. Sua forma meningocócica é uma das mais perigosas da doença causada pela bactéria menigocóco.
Entre os sintomas, estão febre alta, forte dor de cabeça, vômitos, rigidez no pescoço, moleza, irritação, fraqueza e manchas vermelhas na pele.
A transmissão se dá pelo contato da saliva da pessoa doente.

Professores particulares encerram greve e voltam às aulas na segunda

Os professores da rede particular de ensino encerraram a greve e voltam ao trabalho a partir da próxima segunda-feira. A decisão foi tomada depois de duas horas de assembleia geral realizada esta manhã na sede do Sindicato dos Professores da Rede Particular (Sinpro-PE), no bairro da Boa Vista. A categoria estava em greve desde a tarde da quarta-feira passada.
Os professores, que pediam um reajuste de 10% na hora aula, conseguiram um reajuste de 7% na hora aula para quem ganha acima do piso e de 12,86% para quem recebe o piso salarial. De acordo com o Sinpro, a proposta feita esta manhã pelo Sinepe, sindicato patronal, representa o maior aumento real no Nordeste, fazendo com que a categoria desistisse de pleitear pela unificação do piso dos ensinos fundamental, médio e infantil e retomasse as autoridades.