quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Pernambuco é o 7º do País em número de inscritos no Enem

Pernambuco é o sétimo Estado do País e o terceiro da região Nordeste com o maior número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, cujas provas serão realizadas nos dias 22 e 23 de outubro. Há 268.960 candidatos pernambucanos cadastrados. Ano passado, o Estado ficou na mesma colocação geral em número de inscritos. A diferença em relação a este ano é que houve acréscimo de 40.931 pessoas. Em todo o Brasil serão 5.366.780 participantes. Em 2010 foram 4.611.441.

No ranking nacional, os cinco Estados com mais inscritos no ano passado permanecem na mesma colocação agora. São eles, por ordem, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O Amapá, que na última edição ocupou a última colocação, desta vez é o penúltimo, ganhando apenas para Roraima. Regionalmente, Pernambuco perde para Bahia e Ceará.
http://www2.uol.com.br/JC/HTML_PORTAL/cotidiano/imagens/infografico_enem.jpg
Comparando a quantidade de inscritos nos dois anos, apenas em dois Estados, Bahia e Santa Catarina, houve queda de participação. Nos outros 24 Estados da Federação e no Distrito Federal, o
Enem 2011 terá mais inscritos que o exame passado. De baianos, a avaliação terá 424.525 candidatos, contra 448.620 em 2010 (decréscimo de cerca de 24 mil inscritos). Os catarinenses serão agora 83.232. Ano passado foram 84.529, uma pequena diferença de pouco mais de mil pessoas.

Geograficamente, a posição das regiões em relação ao quantitativo de candidatos é a mesma da prova anterior. O Sudeste lidera com o maior número de participantes, 1.971.958. Em seguida vêm o Nordeste (1.692.830), o Sul (667.581) e o Norte (552.511). A menor quantidade de candidatos é do Centro-Oeste (481.900). Por faixa etária, o exame deste ano tem a maior concentração de inscritos entre 21 e 30 anos (1.704.820 jovens).

Alunos de escolas públicas são maioria, quando se observa apenas os alunos que estão matriculados no 3º ano do ensino médio, ou seja, são concluintes. Somam 1.224.157 nessa situação. Da rede privada, há 276.465 jovens que informaram estar vinculados com colégios particulares.

A estudante Isabela Marquim, 18 anos, fará o Enem pela segunda vez. Vai tentar vaga em arquitetura na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que há dois anos substituiu a primeira etapa do vestibular pelo exame nacional. “Gosto do formato do Enem. Acho melhor que as provas que antes eram aplicadas na primeira fase da UFPE”, afirma Isabela, que diz estar nervosa com a aproximação da avaliação. Faltam menos de dois meses para as provas.

Além da UFPE, usam o Enem em Pernambuco as Universidades Federal Rural (UFRPE) e Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Mas diferentemente da UFPE, as duas instituições não realizam mais vestibular. O preenchimento das vagas é feito apenas com as notas do exame, a partir do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), realizado pelo Ministério da Educação.