domingo, 17 de julho de 2011

Perícia: indícios de falha mecânica em queda de avião

Recife - Peritos do Instituto de Criminalista da Polícia Civil de Pernambuco disseram ontem que a investigação inicial mostra que não há indício de que o avião da Noar Linhas Aéreas, que caiu em Recife (PE) dia 13 de julho, tentou aterrissar. Para a polícia, o avião caiu de forma repentina e só a análise da caixa-preta poderá revelar o motivo do acidente.
“Os elementos que temos até agora levam os peritos a trabalhar com a possibilidade de que o avião tenha caído de forma abrupta”, afirmou o gestor do Instituto de Criminalística, Luiz Carlos Soares.
Para o perito Gilmario Lima, responsável pelo laudo do acidente, não há indícios de arrasto da aeronave. Ele afirmou que os destroços estavam concentrados só em um local. O laudo do Instituto de Criminalística fica pronto em 30 dias.

A Força Aérea Brasileira (FAB) disse que não vai divulgar informações preliminares sobre a investigação. Ontem, a Noar informou que retomou os vôos após o acidente que matou 16 pessoas.