terça-feira, 5 de julho de 2011

Patrocínio de escola de samba que homenageia Luiz Gonzaga deve vir da iniciativa privada

Por Ana Laura Farias, do Blog de Jamildo
O Governo de Pernambuco ainda não fechou a negociação financeira com a escola de samba carioca Unidos da Tijuca, sobre Luiz Gonzaga. O Maranhão já liberou cerca de R$ 8 milhões para a escola Beija-Flor. O gasto médio dos desfiles da Unidos da Tijuca é de R$ 12 milhões.

O diretor de comunicação da escola de samba, Bruno Tenório, garante que a captação de recursos vai ser feita integralmente com a iniciativa privada, inclusive com empresas locais, ainda sob negociação. A escola preferiu não revelar os nomes.

A Unidos da Tijuca vai ter um novo encontro com o governador Eduardo Campos, ainda sem data marcada.

O enredo "O dia em que toda a realeza desembarcou na avenida para coroar o rei Luiz do Sertão" vai ser feito pelo carnavalesco Paulo Barros e apresentado no carnaval de 2012."Nós queremos lançar esse novo olhar para a cultura pernambucana", diz Paulo.

Antes disso, a escola vai promover ações de divulgação, como um show no Mrco Zero, no dia 13 de dezembro e uma apresentação no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), com cerca de 40 integrantes.

O desfile conta com apoio institucional da Empetur, que faz intermédio da escola com a iniciativa privada e os produtores locais, para as apresentações em Pernambuco.
A Escola Unidos da Tijuca vai participar de encontros com pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), como o professor José Mário Austregésilo, autor do livro "Luiz Gonzaga: o Homem, Sua Terra e Sua Gente".

Os integrantes visitam também o Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste. Na sexta-feira (8), visitam a Oficina Brennand. Paulo Barros vai embora de Pernambuco no próximo sábado (9).

Esta deve ser a última visita feita pelo carnavalesco antes do desfile. Já a equipe técnica da escola de samba deve vir ao Recife ao menos uma vez por més, até o fim de 2011.