segunda-feira, 4 de julho de 2011

Cidadania na Escola: estudantes querem solução para funcionários ameaçados de demissão

http://3.bp.blogspot.com/-BpoYQh_DXhk/TfX3-CfrKWI/AAAAAAAAAC4/EtBaDkpTfok/s220/Rosto.jpg
EDGAR SEVERINO DOS SANTOS
Neste final de junho dez funcionários terceirizados da escola estadual Justulino Ferreira Gomes tiveram seus contratos encerrados. A empresa contratada pela Sectma/Estado não será mais responsável pelos serviços de limpeza e segurança da escola. O recebimento da notícia causou preocupação aos funcionários demitidos, professores e comunidade escolar. O funcionamento da escola, a limpeza, a segurança e o conforto dos estudantes poderão ser prejudicados.
Diante do cenário resolvi no contexto da aula de sociologia, tendo por base o contido no capítulo 3 e  as competências e habilidades que tratam dos Processos Socias estabelecer um debate com os alunos sobre o tema  Desemprego,Trabalho e Produção em Tempos de Globalização.
” Hoje segundo Ricardo Antunes, a lógica do capitalismo é a presença massiva de empresas terceirizadas ou subcontratadas,cujos trabalhadores recebem salários mais baixos…”
Perguntamos aos nossos alunos na prova: Qual a relação da afirmativa acima com a situação dos funcionários contratados da escola ? Você acha que o Estado deveria dispensar esses funcionários ? ou mantê-los trabalhando mesmo que por outra empresa? ou ainda, realizar concurso público ?
Veja algumas respostas :
“Sim,poderemos ser prejudicados, principalmente com a limpeza.  O Estado não deve dispensar esses funcionários que trabalham muito bem, além disso são boas pessoas ” A. M. –  Primeiro Ano B;
“Nossa escola deve continuar sendo um lugar de paz, organização e segurança. Assim como eles precisam do emprego, nós também precisamos do trabalho deles que é fundamental para nossa escola” Gefferson – Primeiro ano B;
“Deveríamos chegar a um acordo e o Estado fazer um concurso público,conversar com os alunos para saber se a maioria concorda ” A. P. – Primeiro C;
“Os funcionários são bem educados, tratam os alunos bem, a escola é sempre bem organizada. Não tem porque o Estado tirar esses funcionários” A. N. – Primeiro C;
“Os dez funcionários tem família, precisam desses empregos. A escola necessita desses funcionários. ”  T. M. – Primeiro A;
” Eu acho que  eles todos deveriam ficar trabalhando na escola ou realizar concurso público. ” J. S. – Primeiro A.
Os representantes do Grêmio Estudantil também manifestaram apoio aos funcionários, como também os professores. A diretora da Escola Justulino, Maria José,encaminhou ofício ao secretário estadual de educação solicitando uma resolução para o problema .