sexta-feira, 20 de maio de 2011

Pernambuco monta galpões infláveis gigantes para não atrasar obras de casas pós-enchentes

Três galpões infláveis móveis estão cobrindo, desde a semana passada, os canteiros de obras das novas casas das famílias atingidas pelas enchentes do rio Una de 2010 e 2011 em Barreiros (PE), a 108 km de Recife. O uso da nova tecnologia é para não atrapalhar o cronograma de construção e entrega das novas casas durante o período de chuvas. Blocos de concreto também estão sendo usados no lugar de tijolos para dar mais agilidade na construção dos novos conjuntos habitacionais de Barreiros.
Segundo a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Barreiros é o primeiro município beneficiado com os novos equipamentos por ter sido o mais devastado pelas cheias nos dois anos. A Cehab informou que os equipamentos foram locados por quatro meses (período que dura o inverno) e custou o total de R$ 960 mil.
Das três coberturas, duas são usadas para proteger a construção de moradias e medem 100m x 30m. O terceiro galpão dá suporte às obras de infraestrutura (rede de esgoto, abastecimento de água e pavimentação) e tem o tamanho de 280m x 20m. Embaixo das proteções é possível construir 20 casas ao mesmo tempo, com o trabalho de 300 pessoas em dois turnos de serviço.
"São necessários cinco dias de estiagem para iniciar ou continuar qualquer obra. Essas estruturas garantem não só a continuidade como também permitem a aceleração na conclusão dos trabalhos, além de proteger os equipamentos e os trabalhadores", disse o presidente da Cehab, Nilton Mota.
Para dar rapidez à construção dos imóveis estão sendo usados blocos de concreto com formas pré-moldadas, diferentemente da construção de alvenaria tradicional – que utiliza cimento e tijolos. O tempo de montagem e secagem dos pré-moldados é de 24 horas. Segundo a Cehab, o modelo agiliza os serviços e permite a construção de 120 casas por mês. Cada imóvel, seja de pré-moldados ou de alvenaria, sai no valor de R$ 41 mil.
Em Barreiros estão sendo construídos quatro conjuntos habitacionais, com o total de 2.450 casas. Em todo o Estado, segundo Cehab, estão sendo construídas 12 mil novas casas, que devem ser entregues até dezembro de 2012. Este mês serão entregues as primeiras 280 casas, sendo 148 na cidade de Barreiros e 132 em Palmares. Ao todo estão sendo investidos R$ 700 milhões nas obras.