sábado, 28 de maio de 2011

Ministério Público empossa novos conselheiros tutelares em Bom Jardim

O promotor público do Bom Jardim, Quintino Geraldo Diniz de Melo, empossou os integrantes do Conselho Tutelar deste município, eleitos recentemente para o próximo triênio, em solenidade realizada na tarde desta sexta-feira (27) no plenário da Câmara Municipal. Dos cinco integrantes do Conselho Tutelar, quatro foram reempossados: Airton Barbosa,Ana Pessoa,Jonas Gomes e Cleyde Ivanir. O jovem Tony Barros é o estreante no colegiado. Os conselheiros, que atuarão durante três anos, foram selecionados através de votação, na qual participaram  populares e membros de entidades, e   trabalharão  na promoção, na defesa e no atendimento à criança e ao adolescente.

O termo de posse foi lido pelo presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), José Célio, que na oportunidade agradeceu a todos que contribuíram para a lisura do processo eleitoral dos cinco novos conselheiros. José Célio também  colocou o CMDCA à disposição dos que tomaram posse para a gestão 2010/2013.

Presente ao evento, o promotor de justiça Quintino Geral realçou o papel fundamental do Conselho Tutelar, que tem a obrigação de proteger, garantir direitos fundamentais e assegurar com o que é disposto na lei a formação íntegra da criança e do adolescente. “Não é uma postura muito fácil em certos casos, mas é a função dos conselheiros”, disse o representante do Ministério Público.O promotor mencionou que em determinadas situações a violência se faz presente, mas só vem à tona quando existe uma ação, através de políticas públicas, para combatê-la. Por isso é importante a administração municipal melhorar cada vez mais o atendimento à criança e ao adolescente.

A presidente da Câmara de Vereadores, Valéria Lira, deu as boas-vindas aos  conselheiros e destacou a contribuição que o Conselho Tutelar vem dando à sociedade bonjardinense, desde sua fundação. Dentre as presenças, destaques para os secretários municipais Elisângela Braz (finanças)e Célio Borges Filho (assistência social), professora Mariza Barbosa  e o bacharel em direito Lúcio Mário Cabral.

Fotos: Lúcio Mário Cabral

Escrito por Dimas Santos